Skip to main content

Dia de Campo Virtual
Centro-sul Feijão e Milho

Publicado 23/10/2020 13:40:48

Atualizado: 23/10/2020 15:18:05

O Projeto Centro-Sul Feijão e Milho já tem data marcada para o Dia de Campo Virtual: 30 e 31 de março. O evento vai ser realizado totalmente pela internet e marca os 31 anos do projeto, que tem foco na profissionalização e no acesso a novas tecnologias para agricultores familiares de feijão e milho do Paraná.

O projeto conta com a parceria entre a Syngenta e o IDR-Paraná (Instituto de Desenvolvimento Rural do Paraná - IAPAR e Emater), e tem o apoio da Embrapa (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária), do IAC (Instituto de Agronomia de Campinas), de prefeituras municipais, entre outros colaboradores em diversos momentos da safra, além de agricultores parceiros, que implantaram as lavouras demonstrativas em suas propriedades.

O novo formato será exibido nos canais da Syngenta e do IDR-Paraná no YouTube, através de vídeos curtos, de 3 a 7 minutos, que foram gravados em unidades demonstrativas. O conteúdo traz na prática as novas tecnologias para o cultivo de feijão e milho, além da capacitação sobre as melhores práticas agrícolas para um manejo correto e sem prejuízos ao meio ambiente, e para uma produção de alimentos seguros para o consumo.

“Com o cenário mundial da pandemia de COVID-19, desenvolvemos uma nova forma de realizar esse evento, de modo que atenda às necessidades dos agricultores, podendo expandir o público para o Brasil, já que os vídeos estarão disponíveis nas plataformas da Syngenta na internet”, explica Nivaldo Lonardoni, gerente de TAF (Trigo, Arroz e Feijão) da Syngenta.

A Semana de Campo era tradicionalmente realizada em campo demonstrativo organizado pela Syngenta e pelo IDR-Paraná em parceria com outras instituições. A programação reunia cerca de 2.000 agricultores nos quatro dias de evento, que passavam pelas estações e verificavam na prática as aplicações das novas tecnologias e formas seguras de trabalhar no campo.

Com a migração do formato para o ambiente virtual, a expectativa é atingir um público maior e localizado em outras regiões além das abrangidas pelo projeto, expandindo esse conhecimento para pessoas e empresas que se interessam pelas práticas agronômicas com novas tecnologias da produção de feijão e milho.

Programação Dia de Campo Virtual

Para manter a sensibilização desses produtores em relação ao evento, o Dia de Campo Virtual terá como objetivo mostrar de forma prática e didática esse conhecimento que era vivenciado presencialmente nas unidades demonstrativas distribuídas nos 50 municípios do Estado do Paraná. Esse conteúdo será disponibilizado na internet para acessos futuros.

“O IDR-Paraná atende por ano cerca de 3 mil agricultores familiares e até 10 mil por repetição com o projeto. Os Dias de Campo sempre foram uma parte estratégica importante no atendimento a esses agricultores, e este evento maior da Semana de Campo, que realizamos todo ano, será feito de forma virtual com um conteúdo bem rico. Depois, teremos as equipes locais do IDR-Paraná, bem como das parcerias do projeto à disposição para esclarecimentos e dúvidas que surgirem em relação às práticas aplicadas na lavoura”, detalhou Germano do Rosario Ferreira Kusdra, coordenador estadual do Programa Centro-Sul Feijão e Milho e Cereais de Inverno pelo IDR-Paraná.

Para o dia 30, o foco será em conteúdos voltados para a cultura do feijão. Já no dia 31, serão disponibilizados os materiais referentes ao milho. Confira a programação completa a seguir:

PROGRAMAÇÃO

30/3/2021 (TERÇA-FEIRA) – TECNOLOGIA PARA FEIJÃO

Projeto Centro Sul de Feijão e Milho – Germano do R. F. Kusdra – Extensionista - Coord. do Projeto - (IDR-Paraná).

Cultivares de feijão do IDR-Paraná – José dos Santos Neto – Analista – (IDR-Paraná).

Cultivares de feijão da Embrapa – José L. Cabrera Diaz – Analista – Embrapa e Marcos A. Marangon – Analista – (Embrapa).

Sobre o Projeto Centro-Sul Feijão e Milho

Em 2021, o Projeto Grãos Centro-Sul Feijão e Milho completa 31 anos de história de uma parceria entre Syngenta e IDR-Paraná, antigos Emater (Instituto Paranaense de Assistência Técnica e Extensão Rural) e IAPAR (Instituto Agronômico do Paraná). O projeto tem foco na evolução no trabalho do campo de pequenos agricultores paranaenses das culturas de feijão e milho e prevê:

Eventos Relacionados

Syngenta e você
conectados dentro e fora do campo

Quer receber mais conteúdos como esses?

Inscreva-se e fique por dentro das novidades sobre produtividade

Canais Syngenta