Skip to main content

Soja: como evitar o ataque de pragas, doenças e nematoides

Os estádios iniciais são momentos delicados para o estabelecimento da cultura. Para que a produtividade não seja afetada pelos desafios que surgem nesse período, é fundamental optar por um tratamento de sementes com proteção tripla

Publicado 21-09-2021 09:47:15

Linkedin Whatsapp
Soja

A safra 21/22 de soja está prestes a começar, e as expectativas de obter uma boa produtividade nesta colheita são grandes. No entanto, para extrair o máximo da lavoura e preservar a sanidade do campo contra o ataque de pragas, doenças e nematoides, é preciso optar por um tratamento de sementes que proporcione um bom arranque inicial da cultura.

Segundo dados da consultoria Safras & Mercados, a partir de setembro os produtores devem semear 39,82 milhões de hectares de soja uma alta de 2,3% em relação à temporada anterior. Por isso, o momento é ideal para escolher o tratamento certo para proteger a cultura em seu estádio inicial, contribuindo para o estabelecimento de um estande forte e uniforme.

Além do tratamento de sementes realizado na fazenda, o sojicultor também pode optar pelo Tratamento de Sementes Industrial (TSI), no qual ele já recebe as sementes prontas para a semeadura e a solução adequada que vai proporcionar a proteção da cultura no início, garantindo o estande de plantas.

Outros benefícios de investir no TSI são:

  • uniformidade na distribuição dos produtos nas sementes;

  • estabelecimento do estande;

  • segurança e praticidade;

  • melhor enraizamento e germinação;

  • maior produtividade.

Incidência de pragas, doenças e nematoides nas fases iniciais

O Tratamento de Sementes Industrial tem como objetivo proteger a cultura da soja do ataque de pragas, doenças e nematoides nas fases iniciais, pois os danos causados neste período podem comprometer completamente a produtividade.

Compreender como esses três grandes desafios podem impactar a rentabilidade de toda a safra é importante para a escolha da solução que vai proteger a semente.

Semente de soja tratada

Pragas iniciais

As pragas sempre são motivo de preocupação dos produtores durante o desenvolvimento da lavoura e, nos estádios iniciais, a atenção deve ser redobrada, já que as perdas podem ser significativas se o controle não for realizado através do adequado tratamento de sementes.

Entre as principais pragas que atacam a cultura nos estádios iniciais, estão:

  • Corós (Liogenys fuscus): as larvas desse inseto afetam diretamente as sementes e as raízes, pois, ao se alimentarem, absorvem os nutrientes necessários para o bom crescimento da planta, causando definhamento e redução de produtividade.

  • Lagarta-elasmo (Elasmopalpus lignosellus): é uma praga bem comum nas fases iniciais da cultura da soja. Ela perfura a região do colo da planta, causando a morte imediata. Além disso, seu ataque pode gerar falhas no estande ou agravamento posterior devido à ação de chuvas, vento e implementos agrícolas, tombando as plantas.

  • Mosca-branca (Bemisia tabaci): os danos podem ser causados tanto por moscas adultas como por ninfas que, ao sugarem a seiva das plantas, podem causar manchas cloróticas e queda das folhas, levando à redução de produtividade e qualidade da cultura. Além disso, durante sua alimentação, a mosca-branca excreta uma substância que favorece o desenvolvimento de fumagina, prejudicando a fotossíntese da planta.

  • Vaquinha-verde-amarela (Diabrotica speciosa): a larva se alimenta das raízes, absorvendo os nutrientes e a água que são essenciais para a sustentação da planta. Já na fase adulta, essa praga se alimenta das folhas, onde provoca pequenos orifícios que comprometem a fotossíntese das plantas.

Doenças da soja

As doenças decorrentes de diversas espécies de patógenos nos estádios iniciais da cultura podem causar danos expressivos e, até mesmo, inviabilizar completamente a produção. Em algumas situações, os problemas são percebidos apenas de forma tardia, quando as apresentam manchas e lesões no tecido foliar.

Entre as principais doenças da soja que afetam esse momento da cultura, podemos destacar a podridão-da-semente (Fusarium Pallidoroseum), a mancha-púrpura-da- semente ou crestamento foliar (Cercospora Kikuchii), verrugose (Cladosporium herbarum), damping-off causado pela mela (Rhizoctonia solani) e phomopsis-da-semente (Phomopsis sojae).

Nematoides

Conhecidos como os inimigos ocultos da lavoura, os nematoides podem comprometer a produtividade, já que seu ataque provoca a deficiência nutricional da planta e ocasiona perdas consideráveis em produtividade, assim como problemas de desenvolvimento do sistema radicular.

Por serem microscópicos, é importante que o manejo de neumatoides seja realizado pelo tratamento de sementes, a fim de evitar a grande pressão populacional desses vermes nos estádios iniciais. Dentre algumas das espécies mais preocupantes do campo destaca-se o nematoide-das-galhas (Meloidogyne incognita) e o nematoide-das-lesões (Pratylenchus brachyurus).

O mercado já disponibiliza tecnologias inovadoras para o manejo inicial, incluindo soluções com proteção 3 em 1 para as sementes, de forma que o produtor pode solicitar esse tratamento junto à sua sementeira, garantindo a sanidade da lavoura.

 

Tratamento de Sementes Industrial com proteção tripla

Atenta às necessidades do produtor no campo, o Seedcare Institute, renomado centro de pesquisa e desenvolvimento de tecnologias para tratamento de sementes da Syngenta, conta com uma solução que tem como objetivo proporcionar a proteção 3 em 1 de que o estande precisa, buscando sempre a alta produtividade.

Avicta® Completo é o único que garante a tripla proteção em Tratamento de Sementes Industrial para a soja contra pragas, doenças e nematoides de uma só vez.

A fórmula inovadora é composta por Avicta 500 FS (nematicida), Cruiser 350 FS (inseticida) e Maxim Advanced (fungicida). Juntos, os ingredientes ativos formam uma zona protetora ao redor das raízes que proporciona mais conveniência, qualidade e segurança nos estádios iniciais da cultura.

Além disso, Avicta® Completo apresenta outras vantagens, como:

  • Estabelecimento do estande: com o TSI da Syngenta, o fechamento das linhas da cultura acontece de forma rápida, diminuindo o número de plantas danificadas na fase inicial.

  • Redução de custo operacional: com as sementes prontas, além da praticidade, o produtor tem menos perda de produto e otimiza tempo de semeadura.

  • Efeito bioativador: As plantas ganham mais vigor durante o desenvolvimento.

  • Proteção 3 em 1: com uma única solução, o produtor recebe sementes tratadas e protegidas contra pragas, doenças e nematoides.

No vídeo abaixo, José Veiga, gerente do Seedcare Institute, explica como a formulação de Avicta® Completo é realmente eficiente no Tratamento de Sementes Industrial:

Obtenha o máximo em produtividade com uma lavoura livre de pragas, doenças e nematoides. Além do tratamento de sementes, você pode contar com o portfólio completo de produtos Syngenta, que tem soluções inovadoras e eficazes para contribuir com o manejo, do começo ao fim do ciclo das culturas.

NAO TEM SEGUNDO BANNER

Conteúdos Relacionados

Quer receber mais conteúdos como esses?

Inscreva-se e fique por dentro das novidades sobre produtividade.

Canais Syngenta