Skip to main content

Plantabilidade e instalação da lavoura de soja

O potencial da lavoura de soja é definido na semeadura inteligente

Publicado 24-09-2021 15:32:30

Linkedin Whatsapp
Semeadura da soja

A soja é uma importante cultura no Brasil e sua produtividade tende a aumentar nas próximas décadas, estimulada pelo crescimento da demanda mundial por alimentos. O potencial da lavoura de soja é definido na semeadura. Boa plantabilidade e sementes de qualidade resultam em alto rendimento. A plantabilidade nada mais é que realizar a adoção de boas práticas na instalação das lavouras. Porém, uma boa safra começa muito antes do plantio. Existem algumas técnicas que auxiliam na efetividade e na qualidade do plantio.

Como manejar adequadamente a semeadura da soja?

O primeiro passo é escolher o local da semeadura, o segundo é realizar uma boa análise e correção do solo e o terceiro está relacionado à escolha do cultivo de acordo com a região. A partir de então, há produtores que ainda adotam o sistema convencional ou cultivo mínimo. Porém, o Sistema Plantio Direto traz mais benefícios, tanto ao produtor quanto ao meio ambiente.  Suas vantagens são inúmeras, entre elas: proteger o solo do impacto direto da gota da chuva, melhorar a estrutura do solo, aumentar a atividade microbiológica, além de diminuir as taxas de erosão e infestação de ervas daninhas.

Vale destacar que, durante o preparo da semeadura, é importante verificar fatores como umidade e temperatura. O ideal é semear com o solo na umidade adequada para evitar o embuchamento da máquina. Outro ponto importante, de acordo com a Embrapa, é a temperatura do solo adequada para germinação e emergência da soja, que varia de 20 °C a 30 °C, sendo 25 °C a condição ideal para uma emergência rápida e uniforme.

O que significa plantabilidade?

A plantabilidade de uma lavoura consiste na precisão do plantio, especificamente quanto à distribuição das sementes. Dessa forma, a quantidade de sementes é adequada e sua profundidade ao longo do sulco é uniforme, assim como a distância entre elas. Nesse sentido, a presença dessa qualidade no plantio garante que não ocorram falhas ou sobreposição de sementes.

Na cultura da soja, por exemplo, os aspectos relacionados à plantabilidade devem atrair a atenção do produtor, pois alguns fatores podem interferir na produtividade, gerando perdas. As principais podem ocorrer devido à ocorrência de plantas duplas ou falhas na linha de semeadura. As sementes distribuídas de forma equidistante resultam em um melhor desenvolvimento de plantas e boa produtividade da cultura.

Além da tecnologia empregada na semeadura, um dos fatores que podem interferir na distribuição de sementes é a velocidade. O aumento na velocidade desse processo pode diminuir o número de espaçamentos aceitáveis, aumentando a irregularidade de semeadura e resultando em plantabilidade inadequada, o que interfere diretamente na distribuição de plantas e na produtividade da soja. Portanto, quanto maior a velocidade de trabalho, maiores serão as perdas com a plantabilidade. Para o deslocamento, é recomendável a velocidade entre 4 e 6 km/h, dependendo da uniformidade da superfície do solo e do tipo de máquina semeadora (Gazel L., Kaled. 2017).

O alto rendimento de uma lavoura é definido no momento da semeadura, sendo assim, uma boa plantabilidade, aliada a sementes de qualidade, garante alta produtividade. Os mecanismos da semeadora devem garantir uma boa uniformidade de distribuição longitudinal e espaçamento entre as sementes ao longo da linha de semeadura. Além disso, a profundidade recomendada é de 3 a 5 cm.

Plantio inteligente e sustentável é o segredo

Dois conceitos inteligentes da plantabilidade precisam ser levados em consideração na instalação de uma lavoura de soja. O primeiro é a velocidade do plantio e o segundo é a manutenção das máquinas. É muito importante que o produtor faça a limpeza adequada e regulagem das máquinas.

O plantio inteligente é uma estratégia que gera maior lucratividade. O sucesso de uma lavoura começa com a característica do solo e uso de uma boa semente, seguidos da manutenção das máquinas agrícolas e da capacitação do operador. Esses fundamentos irão contribuir para minimizar os erros e os desperdícios, proporcionando sustentabilidade ambiental e produtividade alta.

 

E falando em soja, vem aí a segunda temporada do evento “De Produtor para Produtor”, que acontecerá dia 30 de setembro às 19 horas (horário de Brasília), no canal do YouTube da Syngenta.

O evento tem como principal objetivo contribuir para que o sojicultor extraia o máximo das próximas safras e, para isso, propõe conversas online, mostra tendências climáticas e dados importantes sobre o mercado.

Participe se inscrevendo no nosso canal e acompanhe nossas redes sociais!

Quer receber mais conteúdos como esses?

Inscreva-se e fique por dentro das novidades sobre produtividade.

Canais Syngenta