Skip to main content

Cana-de-açúcar: menos doenças, máximo potencial produtivo

Conheça a solução flexível que vai proteger o seu canavial tanto na aplicação foliar quanto no sulco de plantio

Publicado 26-07-2021 18:30:17

Linkedin Whatsapp
Canavial

A cana-de-açúcar é uma importante cultura para o agronegócio brasileiro e está sujeita à ocorrência de diversas doenças que prejudicam a produtividade e a rentabilidade da lavoura. No mundo, já foram identificados mais de 200 patógenos que podem infectar a cana, sendo 58 deles reconhecidos no Brasil e ao menos 10 considerados de grande importância econômica, segundo a Embrapa.

Para o controle efetivo do complexo de doenças, o agricultor pode investir em Priori Xtra®, fungicida para ser utilizado tanto em pulverizações preventivas para o controle de doenças da parte aérea da cana, como na aplicação no sulco de plantio. O produto apresenta uma série de diferenciais que colaboram para a proteção do canavial e para o aumento da produção. Continue acompanhando para saber mais sobre essa solução!

As principais doenças da cana

Antes de partir para o manejo, o produtor deve saber reconhecer os sintomas das principais doenças da cana.

  • Mancha-anelar

(Leptosphaeria sacchari)

Provoca lesões irregulares, com contorno de cor marrom-avermelhada e parte interna na cor de palha, esbranquiçada ou inteiramente marrom. As manchas costumam aparecer nas folhas mais velhas, mas o patógeno também pode atacar a bainha e o caule das plantas.

  • Mancha-parda

(Cercospora longipes)

Os primeiros sintomas são pequenas manchas ovaladas, de coloração marrom-avermelhada ou marrom-amarelada, nas superfícies superior e inferior de folhas adultas. As manchas costumam apresentar halos amarelados em seu contorno e podem ser percebidas, inclusive, em folhas secas.

  • Ferrugem marrom

(Puccinia melanocephala)

Atinge tanto a cana planta como a cana soca com o aparecimento de pústulas salientes, de coloração amarelada a marrom-escura.

  • Ferrugem-alaranjada

(Puccinia kuehnii)

Pode ser identificada a partir do surgimento de pequenos pontilhados amarelados e alongados, que evoluem gradativamente para pústulas salientes com tom alaranjado. Os pontilhados podem ocorrer em toda a superfície da folha, mas tendem a ficar agrupados e próximos ao ponto de inserção da folha ao colmo.

  • Podridão-abacaxi

(Ceratocystis paradoxa)

Os sintomas iniciais são o encharcamento nas extremidades dos toletes, que ficam cinza, evoluindo para a coloração marrom-escura à negra. Além disso, costuma ocorrer a fermentação dos toletes, que passam a exalar um odor característico de abacaxi.

Se produtividade é o X da questão, Priori Xtra® é a solução

O uso de um fungicida com ação rápida e duradoura é essencial para conter o desenvolvimento e a disseminação de doenças, auxiliando a cana a atingir a sua máxima produtividade. Priori Xtra® é o fungicida sistêmico que apresenta uma série de diferenciais para a proteção do canavial, como:

  • Flexibilidade: posicionamento em todos os segmentos (foliar e sulco);

  • Controle: efeito curativo e preventivo;

  • Sanidade: folhas mais ativas, cana mais produtiva;

  • Eficiência: sistemicidade e rapidez na translocação.

Nas doses recomendadas, Priori Xtra® pode proporcionar efeitos fisiológicos benéficos às plantas, como o incremento na produtividade ou na qualidade do produto final.

Testes de campo realizados em 73 áreas, 28 usinas e 6 Estados brasileiros, com 17 variedades de cana-de-açúcar, obtiveram excelentes resultados: mais de 19 toneladas de ganho médio por hectare, o que representa mais de 23% de produtividade nas áreas que receberam Priori Xtra® em comparação às sem tratamento.

Além disso, devido à alta sistemicidade, o produto penetra na folha e transloca-se por toda a planta, assegurando uma proteção rápida mesmo em partes que não receberam aplicação direta.

Cana planta e cana soca: versatilidade de aplicação

Priori Xtra® pode ser aplicado em solo, no sulco de plantio, e também via foliar, sendo eficiente para proteger a lavoura dos patógenos tanto em em cana planta quanto em cana soca.

 

Aplicação Priori Xtra

Aplicação em solo

Priori Xtra® pode ser aplicado no sulco de plantio para prevenção de doenças causadas por patógenos de solo. Dessa maneira, a solução assegura a brotação e protege o sistema radicular da planta contra as doenças, resultando em melhor estabelecimento do canavial e, consequentemente, em maior produtividade.

Aplicação foliar

O produto pode ser aplicado via pulverização foliar a fim de fortalecer a cultura e favorecer o seu desenvolvimento. A aplicação de Priori Xtra® nesse período, seguindo a recomendação técnica, pode promover um ganho significativo de produtividade, decorrente de melhorias em fatores morfológicos e estruturais na folha, tais como:

  • Folhas mais verdes por mais tempo, que promovem uma maior duração da fotossíntese;

  • Crescimento da área de epiderme, fornecendo mais proteção à planta e maior resposta ao ambiente;

  • Aumento do número de células estomáticas e da capacidade de absorção de CO2, elevando a produção de matéria seca;

  • Aumento do índice de área foliar (maior número de folhas por metro quadrado de área plantada) e mais produtividade/TCH (toneladas de cana por hectare) no final do ciclo.

O uso de Priori Xtra® nesses segmentos desempenha papéis diferentes e protege o canavial durante todo o ciclo, mantendo a sanidade e o vigor da planta.

A fim de se manter ao lado do produtor em todos os momentos, a Syngenta apresenta um portfólio robusto para o manejo de doenças que comprometem a produtividade no campo, com tecnologias que possibilitam elevar o agronegócio e a cultura da cana-de-açúcar a outros patamares de evolução.

 

NAO TEM SEGUNDO BANNER

Conteúdos Relacionados

Quer receber mais conteúdos como esses?

Inscreva-se e fique por dentro das novidades sobre produtividade.

Canais Syngenta